Início   Proteção dados Condições Download Serviço Calibraciones Contato
 

Publicidade      

         Instrumentos de Medição Sistemas de regulação Balanças

,

Visite nosso catálogo virtual!
Blätterkatalog!

Visite nosso catálogo virtual!
  
Visite nosso Top Sellerl!


Medição de som / ruído ( conceitos / diretrizes )

De seguida oferecemos-lhes o significado de algumas directrizes sobre a medição do som, bem como a explicação de alguns conceitos técnicos. Além disso será feita uma descrição detalhada dos pontos mais importantes a ter em conta na medição do ruído.

Conceitos do ámbito da medição do som / ruído:

Medição de Som / Ruído: A. Valoração A
A sensibilidade do ouvido humano depende da frequência. Os tons graves ou muito agudos são percebidos com menor precisão do que os tons médios. na medição de ruídos / de sons há que ter em conta este fato, já que se valoram de modo diferente as frequências contidas no som relativamente à curva A. 
Os valores de medição sonora dão-se em dB (A). A valoração A é a que aparece com mais frequência no sector do meio ambiente; otras valorações (por exemplo a B ou a C) são utilizadas ocasionalmente.

Medição de Som / Ruído: D. Decibel
É a décima parte do bel. Um bel define-se como sendo o logaritmo decimal do comportamento de duas grandezas do mesmo tipo. Utiliza-se normalmente para a medição do nível sonoro, ainda que o rendimento sonoro atual se determina em relação a um determinado rendimento sonoro relativo.
Abreviatura: dB.
Cálculo: LP = 10 * log (P / P0) em dB
onde
P = rendimento sonoro
P0 = rendimento sonoro relativo (umbral acústico, 10 - 12 Watt)

 

Medição de Som / Ruído: E. Energia sonora
A energía física de uma fonte que irradia som.


Medição de Som / Ruído: N. Nível sonoro de longa duração com equivalente energético (Leq)
O principio da equivalência energética parte de que a energia sonora média de um ruído descontínuo num período de tempo T tem o mesmo efeito da de um ruído contínuo da mesma energia. 
Também se parte do princípio de que um nível sonoro de longa duração X que descreve um ruído de duração D tem o mesmo valor de um ruído que tiver a metade da duração (D / 2), mas para isso constata um nível sonoro 3 dB ( = 10 * log 2) mais alto.
O cálculo do Leq faz-se por:

Leq = q/log2 * log(1/T ( 10(log2/q)* Li * ti)

Li = nível de acontecimento único
T = período de valoração (p.ex. 16 horas),
ti = duração do acontecimento único, o nível máximo não pode ser superado por mais de 10 dB,
q = parâmetro de equivalência ou de divisão em dois. Proporciona a mudança de nível que for equivalente a um nível constante ao duplicar ou dividir por dois o tempo efetivo. Ao nível internacional, normalmente q = 3, o que corresponde à equivalência energética.

Numa verificação ao acaso habitual com um intervalo constante (p.ex. 1/10 ou 1/100 s) a média pode suceder analogicamente ao número da verificação ao acaso 
Leq = q/log2 * log(1/N ( 10 (log 2/q)* Li)
onde
Li = nível da verificação ao acaso
N = número total das verificações ao acaso num período de medição
O nível sonoro de longa duração com equivalente energético é usado para a descrição acústica de diferentes fontes de ruído ambientais (por exemplo ruído de avião, trem, rua). Na Alemanha o Leq é designado normalmente de nível médio Lm.


Medição de Som / Ruído: I. Infrassom
Frequências que se encontram abaixo de 16 Hz (Hz = 1/s)


Medição de Som / Ruído: S. Som de corpos
Som que se expande em corpos sólidos, como por ejemplo, tetos e paredes de edifícios. Isto ganha grande importância na acústica do sector da construção.


Medição de Som / Ruído: L. Lden ou também LDEN
Segundo a proposta das diretrizes da UE sobre a "Valoração e tratamento do ruído ambiental" do índice de ruído utilizado: nível de dia / tarde / noite (day/evening/night). As horas da tarde (de 19.00 - 23.00 horas) valoradas com um suplemento de 5 dB e as horas da noite (23.00 - 7.00 horas) com um suplemento de 10 dB.


Ldn
Nível de valoração empregado na área linguística anglo-americana, que abarca todo o dia (day/ night)Com isto pode-se realizar uma valoração diferente em certas partes do dia, por ejemplo, nas horas da noite.


Medição de Som / Ruído: N. Nível máximo
Valor máximo de um acontecimento sonoro, também denominado nível de ponta. Em sons descontínuos é mais seguro determinar vários níveis de ponta e desta forma, conseguir um nível máximo "médio" ou extrair o nível percentil L1.

Nível de pressão sonora
A grandeza de uma pressão sonora de uma fonte X em relação à pressão sonora relativa p0. L = 20 log (px/p0). Dá-se em decibéis (dB), quase sempre com valoração de frequência, por exemplo dB (A)].


Nível de acontecimento sonoro (SEL)
(também LAE). Parâmetro estreitamente relacionado com o LAeq, com o qual se determinam acontecimentos isolados (como por exemplo trânsito aéreo, tráfico de passagem) energia sonora é normalizada sobre uma duração temporal de 1 seg.


Nível de ponta
Nível sonoro máximo alcançado por um som descontínuo, também chamado nível máximo. À causa das possíveis fortes oscilações casuais, proporciona-se para descrever melhor o nível máximo médio ou o nível percentil L1.

Nível de valoração
Nível sonoro médio calculado durante um determinado período de tempo (por exemplo, de dia ou de noite) numa medição de ruído em que se tem em conta certas especificações do ruído por meio de correções de nível.
Abreviaturas: Lr (rating level), para o período diurno LT, para a noite LN (em dB).
No ámbito anglo-americano também se aplica com frequência Ldn.

Medição de Som / Ruído: R. Ruído TA
Indicação técnica para a proteção contra o ruído
Prescrições gerais administrativas para a lei de emissão federal de 26.8.98. No ruído TA determina-se que valores diretrizes se devem cumprir com exatidão para proteger a generalidade dos efeitos prejudiciais do ruído. O ruído TA que entrou recentemente em vigor serve para instalações com autorização e para instalações que não precisam de autorização.


Medição de Som / Ruído: V. Valoração temporal
Para poder seguir níveis sonoros oscilatórios nos instrumentos indicadores que eram antes habituais, foram introduzidas diversas constantes temporais: Fast, Slow, Impulse. Nas normas prescreve-se normalmente a valoração temporal que se deve aplicar.
Os impulsos sonoros breves são frequentemente considerados mais perturbadores do que os acontecimentos sonoros mais longos. Por isso há que ter em conta na medição sonora a duração dos impulsos sonoros isolados por meio de uma valoração temporal (fonte: UBA).

Diretrizes para a medição do som / ruído:


1. Valores limite de recepção Estradas e caminhos de ferro - Prevenção de ruído

Valores limite de recepção em dB (A)

Lugar

dia (6 - 22 horas)

noite (22 - 6 horas)

hospitais, escolas, balneários e centros de descanso

57

47

zonas residenciais

59

49

zonas centro, povoações e zonas mistas

64

54

zonas industriais

69

59



2. Valores limite de recepção Ruas - Saneamento de ruído

Valores limite de recepção em dB (A)

Lugar

dia (6 - 22 horas)

noite (22 - 6 horas)

hospitais, escolas, balneários e residências de 3ª idade,

zonas residenciais

70

60

zonas centro, povoações e zonas mistas

72

62

zonas industriais

75

65



3. Valores limite de recepção Ruído aéreo

Valores limite de recepção em dB (A)

Lugar / Zona

Zona de proteção 1 Leq >= 75

Zona de proteção 2 67 <= Leq < 75



4. Valores limite de recepção Ruído da indústria

Valores limite de recepção em dB (A)

Lugar

dia (6 - 22 horas)

noite (22 - 6 horas)

a) em zonas industriais

70

70

b) em zonas de atividade profissional

65

50

c) em zonas centro, povoações e zonas mistas

60

45

d) em zonas de residência habitual

55

40

e) em zonas meramente residenciais

50

35

f) balneários, hospitais e residências da 3ª idade

45

35


O período noturno pode variar uma hora, sempre que for necessário por causa das especificações do lugar ou por causa das condições de trabalho obrigatórias observando a proteção de efeitos prejudiciais para o meio ambiente. Deve ser garantido um descanso noturno de oito horas à vizinhança na área de repercussão da instalação.
 
As pontas sonoras isoladas de breve duração não devem superar os valores diretrizes de recepção em mais de 30 dB (A) durante o dia e não más de 20 dB (A) durante a noite.
 
Para a transmissão de sons no interior de edifícios ou na transmissão de som de corpos, os valores diretrizes de recepção para o nível de valoração para áreas com necessidade de proteção não industriais segundo a DIN 4109, edição de novembro de 1989, independentemente da localização do edifício encontram-se as zonas denominadas com letras de a a f 

día 35 dB (A) noite 25 dB (A)

As pontas sonoras isoladas de breve duração não superarão os valores diretrizes de recepção por más de 10 dB (A).

Acontecimentos isolados
Para acontecimentos sonoros isolados os valores determinantes de recepção para o nível de valoração para lugares de recepção fora de edifícios nas zonas segundo as letras de b a f

dia 70 dB (A) noite 55 dB (A)

As pontas sonoras isoladas de breve duração não devem superar estes valores nas zonas da tabela 1 letra b durante o dia em mais de 25 dB (A) e durante a noite em mais de 15 dB (A), nas zonas da tabela 1 letras c a f durante o dia em mais de 20 dB (A) e durante a noite em mais de 10 dB (A).
 
Os valores de recepção anteriormente citados servem durante o dia para um período de valoração de 16 horas. Para a valoração da noite é determinante uma hora noturna completa (p.ex. de 1.00 a 2.00 horas) com o nível de valoração mais alto ao que aporta a instalação a valorar de um modo relevante.

Suplemento para partes do dia com sensibilidade elevada

Para las partes siguientes se debe tener em cuenta la tabla com las zonas da letra d até f à hora de determinar el nível de valoração e el efecto perjudicial elevado de los ruídos por medio de un suplemento:

1. Dias laborais
06.00 - 07.00 horas, 20.00 - 22.00 horas

2. Domingos e feriados
06.00 - 09.00 horas, 13.00 - 15.00 horas, 20.00 - 22.00 horas.

O suplemento é de 6 dB.

Pode-se prescindir de considerar o suplemento, já que isso é necessário por causa dos influxos locais específicos, tendo em consideração a proteção contra efeitos prejudiciais ao meio ambiente.



5. Valores limite de recepção em dB (A) Ruído na construção

Valores limite de recepção em dB (A)

Lugar

dia (7 - 20 horas)

noite (20 - 7 horas)

balneários, hospitais e residências da 3ª idade

45

35

zonas exclusivamente residenciais

50

35

zonas predominantemente residenciais

55

40

zonas com casas e com atividade profissional, 
onde não existe um predomínio da atividade
profissional nem da zona residencial

60

45

zonas com predomínio de atividade profissional

65

50

zonas industriais e de atividade profissional onde se encontram
as instalações e as caas dos proprietários e diretivos
bem como de conselho e de supervisão da empresa

70

70



6. Valores limite de recepção Ruído no desporto

Valores limite de recepção em dB (A)

Lugar

dia (6 - 22 horas)

noite (22 - 6 horas)

balneários, hospitais e residências da 3ª idade

45

35

zonas exclusivamente residenciais

50

35

zonas predominantemente residenciais

55

40

zonas com casas e com atividade profissional, onde
não existe um predomínio da atividade
profissional nem de zona residencial

60

45

zonas com predomínio da atividade profissional

65

50


Atenção: As especificações e valores realizados foram extraídos de publicações de diversos autores e não pretendem ser exaustivos ou plenamente corretos.
O texto completo em alemão do ruído TA pode ser visto em:
http://www.umweltrecht.de/recht/laerm/tlaer1.htm

Aqui encontra uma visão geral de todos os medidores oferecidos pela PCE Instruments.

Contato em Espanha:
PCE Instruments Ibérica S.L.
C/ Mayor 53 - Bajo
E-02500 Tobarra
Tel. +34 967 543 548
Fax +34 967 543 542

Contato na América Latina:
PCE Instruments Chile S.A.
Avd. Americo Vespucio 1385, Módulo 28, Edif. C
Quilicura - Santiago de Chile
Tel. +56 2 562 0400
Fax +56 2 562 0405

Voltar ao sonômetro PCE-322A