Início   Proteção dados Condições Download Serviço Calibrações Contato
 

Medidores

Laboratório

Sistemas de regulação

Balanças


PCE Instruments TV

Ir para Cromatografia

Ir para Cromatografia

,

Aplicações da Cromatografia na medicina Trabalhos de laboratório no âmbito da Cromatografia.Cromatografia para a indústria alimentarTrabalhos de laboratório no âmbito da Cromatografia.

Cromatografia

A cromatografia descreve um procedimento químico no qual se separa uma mistura dos seus componentes individuais mediante uma fase móvel e uma fase estacionária. A fase estacionária consta, segundo o procedimento, de matéria sólida ou de um líquido, e a fase móvel de um líquido ou gás. A cromatografia usa diferentes procedimentos, que segundo o campo de aplicação tem as suas vantagens e desvantagens. Os procedimentos mais importantes são a cromatografia em papel, a cromatografia em capa fina, a cromatografia em coluna e a cromatografia de gases (encontrará uma breve descrição no final da página). As aplicações práticas da cromatografia encontram-se, por exemplo, na produção, onde se usa a cromatografia para a limpeza e isolamento de substâncias. Por outro lado, na analítica química usa-se a cromatografia para separar misturas em compostos homogêneos. A cromatografia desempenha um papel importante em muitos sectores, como a química orgânica, a bioquímica, a química inorgânica, a química ambiental e a química alimentícia. Encontrará equipamentos e componentes adicionais sobre a cromatografia em seguida nesta página. Caso tenha mais consultas sobre a cromatografia pedimos-lhe que consulte as seguintes fichas técnicas ou que use o nosso formulário de contato. Nossos técnicos e engenheiros darão assessoria sobre a cromatografia e sobre qualquer produto de laboratório, sistemas de regulação e controle, medidores ou balanças da PCE Ibérica S.L.

Cromatografia na investigaçãoCromatografia em papelCromatografia na indústria

 
 Cromatografia em papel  Cromatografia em capa fina  Cromatografia em coluna  Cromatografia de gases
Cromatografia em papel Cromatografia em capa fina Cromatografia em coluna Cromatografia de gases
 

Cromatografia em papel: A cromatografia em papel pertence à categoria "Cromatografia de líquidos". A fase estacionária compõe-se de uma fita de papel introduzida verticalmente num recipiente de cristal e a fase móvel de um líquido. O movimento da fase móvel produz-se devido à força capilar. Um campo de uso da cromatografia em papel é a análise de misturas.

Cromatografia em capa fina: A cromatografia em capa fina pertence à categoria "Cromatografia de líquidos" e o princípio de funcionamento é o mesmo que o da cromatografia em papel. A diferença entre ambos os procedimentos encontra-se na fase estacionária, que no caso da cromatografia em capa fina se compõe de matéria pulverizada como o óxido de alumínio, gel de sílica ou celulose que se situam sobre plaquetas de vidro. As vantagens da cromatografia de capa fina são o tempo de execução rápido e uma alta amostra de comprovação.

Cromatografia em coluna: A cromatografia em coluna pertence à categoria "Cromatografia de líquidos". Na cromatografia em coluna, a fase estacionária compõe-se normalmente de um gel de sílica ou óxido de alumínio pulverizado que se introduz num tubo de vidro e este se enche com um dissolvente (fase móvel). Com este procedimento dirige-se a prova junto à fase móvel através do tubo de vidro, o que faz com que se separe a mistura, e os componentes vão saindo sucessivamente. Campos de aplicações da cromatografia em coluna são, por exemplo, a limpeza de preparações.

Cromatografia de gases: Na cromatografia de gases usam-se dois diferentes tipos de procedimentos.
1. A cromatografia de gás líquido
2. A cromatografia de gás sólido
O procedimento mais usado é a cromatografia de gás líquido. Neste caso, introduz-se o material portador (por exemplo, azeite de silicone) num tubo em espiral com um diâmetro de 0,1 a 5 mm e um comprimento até 5 metros. O gás a analisar flui juntamente com o gás portador (nitrogênio, hélio, argônio) através da espiral. Numa extremidade da espiral, um detector de condutividade térmica mede as oscilações de temperatura. Segundo as oscilações de temperatura é possível determinar os componentes da mistura.

Encontra-se na categoria: início / laboratório / Cromatografia

Se tem alguma dúvida, não hesite em contactar os nossos empregados telefonando para o número +34 967 543 695 em Espanha, América Latina e internacional ou +56 2 24053238 para Chile.

A mesma página em español Cromatografia: a mesma página em español. em alemão Cromatografia: a mesma página em alemão. em italiano Cromatografia: a mesma página em italiano. em inglês Cromatografia: a mesma página em inglês. em croata Cromatografia: a mesma página em croata. em francês Cromatografia: a mesma página em francês. em húngaro Cromatografia: a mesma página em húngaro. em turco Cromatografia: a mesma página em turco. ou em polaco Cromatografia: a mesma página em polaco..